quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

A desmascarar o Homem atrás de ti

Saboteur (1942) de Alfred Hitchcock.
Descobre-se um Hitchcock de improviso. Coisa que nunca pareceu plausível, dados os relatos. Diz Norman Lloyd, em entrevista, que uma das sequências mais significativas, foi pensada pouco tempo antes de ser filmada. Aquele plano do SS Normadie naufragado num porto em Nova Iorque, fazia parte de um arquivo. A situação foi acidente, não sabotagem.

A equipa apanhou um táxi uma tarde e filmou posteriormente os planos para compor a cena. Na ida de taxi até à Estátua da Liberdade, Norman olha para fora da janela. Corta. Vemos o plano do barco destruído. Corta. Voltamos a ele, agora com um sorriso satisfeito na cara.

O mais bonito é que a Marinha americana achou esta ideia ofensiva, por acreditar ser uma crítica ao facto de se pensar que o incêndio do navio tinha algo a ver com sabotagem Nazi. Em muitas das cópias, conseguiram retirar os planos em questão.

Cuidado com os filmes de H.